A Guarda Civil Municipal (GCM) de São Francisco de Itabapoana (SFI) participou na manhã desta sexta-feira (14) de uma operação na divisa entre Rio de Janeiro (RJ) e Espírito Santo (ES), ma localidade de Barra do Itabapoana, próximo à ponte sobre o Rio Itabapoana. A GCM/SFI auxiliou a ação “Integração”, que reuniu a Polícia Militar do Rio de Janeiro e a do Espírito Santo (ES). Entre 6h e por volta de 11h30 foram abordados inúmeros veículos.

Seis guardas e duas viaturas da GCM/SFI se revezaram no local. A Empresa Municipal de Trânsito de SFI (Emtrasfi) participou durante as primeiras horas da operação com dois agentes e uma viatura. 

O comandante do 8° Batalhão de Polícia Militar (BPM/Campos), tenente-coronel Fabiano de Souza, informou que, no total, 60 policiais participaram da ação. Segundo ele, a iniciativa em realizar o trabalho foi da PM do ES, o que “coincidiu com as nossas vontades”. “Nosso objetivo foi apreender armas e capturar foragidos da Justiça”, afirmou.

Representando o comandante do 6º Comando de Policiamento de Área (CPA) — o coronel Lúcio Flávio Baracho, que nesta semana assumiu a chefia do Estado Maior —, o tenente-coronel Marco Aurélio Ciarlini Vollmer, que comanda o 32º BPM/Macaé, ressaltou que a união das instituições tem como objetivo principal o bem estar da sociedade. “Esta é a primeira iniciativa de muitas que vamos promover para assim criarmos uma comunicação entre os policiais dos dois estados”, disse. Ele também observou que a presença da GCM é sinal de uma “aliança e parceria forte”.

Ainda de acordo com Vollmer, nas abordagens eram verificados os documentos dos condutores e dos veículos, além da realização de revistas para verificar a existência de produtos ilícitos, armas e drogas.

Para o comandante de Polícia Intensiva Sul, do ES, coronel Marin, a integração entre as unidades de Segurança Pública do RJ e ES é necessária. “Estão previstas mais operações para os próximos meses para intensificar o controle na divisa”, explicou. Ao final dos trabalhos, ele afirmou que o resultado foi satisfatório.

Representantes da Polícia Civil (PC) do ES também estiveram no local. “Nós não estamos participando ativamente da operação, mas fiz questão de vir aqui prestigiar, dada a importância desta integração entre as polícias e a Guarda Municipal. Integrar para trocar informações de inteligência e assim, servir à sociedade acima de tudo”, destacou o chefe da PC do ES, Guilherme Daré de Lima. Ele representou Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social.

Morador do ES, o vendedor Adílio Araújo aprovou a presença da Polícia na divisa. “É muito importante para a segurança de quem trafega por aqui. Eu, por exemplo, passo aqui todos os dias aqui”, revelou.

Ascom SFI

 

Compartilhe: